Aguarde estamos carregando o maior site especializado em Grêmio
  1. Sou Imortal

Renato Gaúcho explode em coletiva após derrota no Gre-Nal

Por Redação Sou Imortal em 23/06/2024 17:21

O histórico de Renato Gaúcho

Apesar da fase difícil vivida pelo Grêmio, Renato Gaúcho se apoia em seu currículo vitorioso. Ele lembra que, mesmo no ano passado, quando a equipe também enfrentava críticas, conseguiu levá-la ao vice-campeonato brasileiro. "Se você pegar meu currículo, ele fala por mim. Ano passado, nessa mesma situação de 'tem que trocar, 'tem que mudar', o Grêmio foi vice-campeão brasileiro. Só não foi o campeão por um detalhezinho, que todo mundo sabe por que", declarou.

O questionamento e a irritação

Durante a coletiva de imprensa após o Gre-Nal, o repórter Bruno Ravazzoli, do GE, questionou Renato Gaúcho sobre uma possível exposição do elenco devido à escalação de Rodrigo Ely como centroavante. A pergunta irritou o treinador. "O que você entende por expor o grupo? Você não vai colocar na minha boca palavras que você quer que eu fale. Expor o grupo é chegar aqui e falar 'olha, eu tenho que fazer isso porque não tenho qualidade'", retrucou Renato.

A falta de opções e a defesa do elenco

Renato Gaúcho justificou a escalação de Rodrigo Ely como centroavante pela falta de opções. Ele destacou que vários atacantes estavam lesionados e que teve que improvisar com um zagueiro que se destaca pelo bom cabeceio. "É uma coisa. Outra coisa é falta de opções, porque eu tenho jogadores machucados, praticamente todos os meus atacantes hoje estavam jogando. Tive que colocar um zagueiro meu que é bom de cabeça no ataque justamente por falta de opções. Eu nunca vou expor o grupo", completou.

O momento delicado e as críticas

O técnico reconheceu o momento delicado, mas criticou a falta de paciência no futebol brasileiro. Ele citou o exemplo do técnico Dorival Júnior, que recentemente conquistou a Libertadores pelo Flamengo e agora enfrenta pedidos de demissão. "Quanto ao meu trabalho, ele é muito bom. No Brasil, eu vejo até o Diniz. Há pouco tempo ganhou a Recopa, a Libertadores, e agora não presta. Esse é o problema do Brasil, só é bom quem ganha. A gente não pode ter uma má fase, porque, se tiver má fase, qualquer treinador do Brasil não presta. É a realidade do futebol brasileiro", concluiu Renato.

Conclusão

A derrota no Gre-Nal intensificou a crise no Grêmio , mas Renato Gaúcho mantém a confiança em seu trabalho. Ele defende seu histórico vitorioso e critica a falta de paciência no futebol brasileiro, onde os treinadores são rapidamente questionados em momentos de dificuldade.

AVALIE ESTA NOTÍCIA

Comentários:
Ranking Membros em destaque
Rank Nome pontos